Clave de fá (F clef): Explicação, partituras e instrumentos

Nem todos os músicos precisam de aprender a clave de fá - apenas aqueles que tocam instrumentos graves como o contrabaixo ou o violoncelo e, claro, os pianistas. Se isso se aplica a si, então este artigo é o ideal para o ajudar a compreender a clave de fá e a aprender a ler música.
Índice

O que é a clave de fá?

A clave de fá é a segunda clave mais importante na música e determina a posição da nota Fá num pentagrama. É a base da notação musical para alturas abaixo de C4 (notação americana), também chamada c1 ou c' na Alemanha - ou seja, abaixo do dó médio no piano (oitava curvada). É chamada "clave de fá" porque muitos instrumentos graves (incluindo o baixo) lêem as notas com esta clave.

Porque é que é necessária a clave de fá?

A clave de fá é muito importante - sem ela, as notas dos instrumentos graves teriam de ser escritas em clave de violino, o que exigiria muitas linhas auxiliares sob os pentagramas, tornando a partitura muito difícil de ler.

Uma partitura de contrabaixo em clave de sol teria o seguinte aspeto:

Como se pode ver, seriam necessárias tantas linhas auxiliares para os instrumentos graves que a partitura deixaria de ser legível
Como se pode ver, seriam necessárias tantas linhas auxiliares para os instrumentos graves que a partitura deixaria de ser legível

Mas se eu escrever a mesma melodia na clave de fá, o conjunto fica muito melhor:

Na clave de fá, a partitura com a mesma melodia é muito mais fácil de ler.
Na clave de fá, a partitura com a mesma melodia é muito mais fácil de ler

Assim, vemos que cada clave é responsável por uma gama completamente diferente. Isto deve ser entendido e interiorizado para compreender realmente o significado e o objetivo da clave de fá. O diagrama seguinte mostra as áreas respectivas de cada clave:

Esta ilustração mostra claramente os intervalos que cada clave cobre e onde se encontram as claves de sol e de fá
Esta ilustração torna muito claro quais os intervalos que cada clave cobre e onde as claves de sol e de fá se encontram, nomeadamente em dó1

A clave de fá também ajuda o pianista a reconhecer imediatamente qual a parte que deve ser tocada com a mão esquerda e qual a que deve ser tocada com a direita.

Como é que se desenha a clave de fá?

Primeiro, desenhe um ponto na quarta linha (a contar de baixo) da pauta - esta é a posição da nota Fá. A partir daí, desenhe uma grande curva, uma espécie de "Dó invertido".

Para desenhar a clave de fá
Para desenhar a clave de fá

Por fim, basta escrever dois pontos diretamente após a clave de fá nos intervalos em torno de Fá (um entre as linhas 3 e 4 e outro entre as linhas 4 e 5).

Como é que se escrevem as notas na clave de fá?

Aprender a ler as notas na clave de fá leva tempo e paciência - especialmente se conhecer bem a clave de sol, haverá muita confusão no início ao ler as notas. O seu cérebro tenderá a ler as notas em clave de sol no início, porque já as conhece.

Mas com o tempo, a leitura de música torna-se natural. As partituras para piano são sempre escritas com as duas claves (clave de fá para a mão esquerda, clave de sol para a mão direita) - por isso, os pianistas têm de conhecer perfeitamente as duas claves e até ser capazes de as ler em simultâneo. Mas isso também é possível!

Existem alguns dispositivos mnemónicos para memorizar as notas da clave de fá no início. Vejamos novamente os dispositivos mnemónicos para as notas nas linhas e para as notas nos espaços da pauta:

As notas nas linhas são: G-H-D-F-A (de baixo para cima).

Para as notas nas linhas da pauta, existe a mnemónica "Gustav Hat Den Frack An".
Para as notas nas linhas da pauta, existe a mnemônica "Green Buses Drive Fast Always".

As notas nos intervalos são: A-C-E-G (de baixo para cima)

Para as notas nos intervalos da pauta existe a mnemónica "Old Cowboys Eat Gern"
Para as notas nos intervalos da pauta existe a mnemónica "All Cows Eat Grass"

Se as mnemónicas são demasiado complicadas para si, pode sempre encontrar todas as outras notas a partir do Fá descendo ou subindo na pauta passo a passo. Sabe que o Fá está na quarta linha (é o que diz na clave de fá) - a partir daí, pode encontrar todas as outras notas.

Que instrumentos utilizam a clave de fá?

Vários instrumentos musicais utilizam a clave de fá, especialmente os que produzem notas graves. O contrabaixo, por exemplo, o instrumento de cordas mais grave, é quase exclusivamente notado em clave de fá. O violoncelo é semelhante, embora também utilize a clave de tenor e, ocasionalmente, a clave de sol.

Os instrumentos de sopro, como o trombone e a tuba, também utilizam esta clave. O trombone utiliza frequentemente a clave de fá, mas não exclusivamente. A tuba, por ser um instrumento muito grave, nota-se exclusivamente na clave de fá. É também o caso de alguns instrumentos de sopro - o clarinete baixo e o fagote, por exemplo, utilizam maioritariamente esta clave.

O piano é um caso especial porque usa duas claves ao mesmo tempo. Enquanto as notas para a mão direita são notadas na clave de sol, as notas para a mão esquerda são normalmente notadas na clave de fá.

Qual é a diferença entre a clave de fá e a clave de sol?

A clave de baixo é utilizada para representar tons mais graves. O símbolo da clave de fá indica que a linha entre os dois pontos do símbolo representa a nota Fá. Esta nota F está uma quinta abaixo do chamado "C médio" e é por isso chamada F3.

Por outro lado, a clave de violino é utilizada para representar tons mais agudos. O seu símbolo, que se assemelha a um "G" estilizado, indica que a linha que atravessa o laço interior do símbolo representa a nota G. Esta nota G está uma quinta acima do "dó médio" e é por isso chamada G4.

Basicamente, estas claves determinam em que posição da pauta se encontra a nota C4 (o "Dó médio"). Na clave de sol, o "Dó médio" encontra-se uma linha abaixo da pauta, na clave de fá, uma linha acima da pauta.

Leia mais:

Partilhar este artigo

Investigamos, testamos, revemos e recomendamos de forma independente os melhores produtos. Se comprar algo através dos nossos links, poderemos receber uma comissão.

Mais contribuições
Os melhores pedais de reverberação
Gear
Os melhores pedais de reverberação para guitarristas e produtores
Um pedal de reverberação pode dar uma profundidade incrível à guitarra e enriquecer enormemente o som. Independentemente de o seu amplificador já ter um reverb incorporado ou não ...
Leia mais →
Os melhores pedais de chorus
Gear
Os 8 melhores pedais de chorus para guitarristas e produtores
Os pedais Chorus eram particularmente populares nos anos 80 e lendas como Kurt Kobain ou John Frusciante tornaram-nos ainda mais populares nos anos 90. Atualmente ...
Leia mais →
Os melhores pedais de distorção
Gear
Os melhores pedais de distorção/amplificador para guitarra eléctrica
Hoje em dia, os pedais de distorção são mais populares do que nunca - na era digital, em que muitos guitarristas tocam sem amplificadores ou com amplificadores transistorizados, os pedais de distorção são usados com muita frequência, ...
Leia mais →
Os melhores computadores portáteis para produção musical
Gear
Os 12 melhores computadores portáteis para produção musical
Durante muito tempo, pensou-se que era absolutamente necessário ter um computador portátil da Apple para produzir música em movimento - já não é assim. Mesmo que ...
Leia mais →
Os melhores pedais de delay
Gear
Os melhores pedais de delay em 2024
Os pedais de delay estão entre os pedais favoritos dos guitarristas - um efeito de delay cria profundidade e um som atmosférico que não pode ser alcançado por outros meios. ...
Leia mais →
Aprender a ler partituras na bateria
Não categorizado
Ler partituras de bateria: É assim que funciona
Os percussionistas têm as suas próprias partituras - isto é particularmente importante quando se aprende bateria numa escola de música. Mas também para os bateristas que tocam em muitas ...
Leia mais →